terça-feira, 30 de outubro de 2012

Em questão: Sobrancelhas.

 Tava dando uma olhada nuns livros nesse dia do livro (ontem 29/10) e acabei achando "O Maravilhoso Livro das Meninas" que ganhei da minha irmã quando tinha uns 12 anos. Bem, adorava fazer tudo que tava escrito e é um livro muito interessante, cheio de coisas pra fazer e aprender, já que o tédio é o pai das invenções. Mas continuando, decidi scannear - por isso ficou meio tortinho- e mostrar pra vocês sobre as sobrancelhas, que são tão importantes para nós estarem perfeitas a cada dia, não é mesmo? Então bora dar uma olhada em algumas dicas desse livro que mesmo ser um livro para um público pré-adolescente e crianças, tem partes bem interessantes que podem ser reutilizadas em outras idades.


domingo, 28 de outubro de 2012

Pensamento do dia: " Roteiro de um teatro em diário"


 "Já eram 3 da manhã quando acordei com uma mensagem no celular, dizia "Eu te amo, durma bem minha princesa" e é incrível como uma mensagem era capaz de fazer saltar um sorriso bobo e fazer meu coração saltar do meu peito. Deitei novamente no travesseiro que tinha o cheiro do meu shampoo, coloquei o celular por baixo dele, e finalmente dormi bem. De uma forma ou outra eu só dormia quando ele me mandava uma mensagem, seja ela qual que fosse, apenas um sorriso, ou até um tchau, mas era como sentir que ele estava perto, que lembrou de mim naquele momento, assim como eu me lembrava dele toda vez que piscava.
 Noite bem dormida, me sentei na cama, e tomei o cuidado de dar o primeiro passo com o pé direito, assim como de costume. Evitei me olhar no espelho e já peguei a escova pra arrumar o que eu desfiz à noite.
 Era segunda-feira, normalmente me vesti, esperando um bom dia qualquer ou até um oi. Mas nada.
 Pelos corredores da escola, a gente se encontrou, como fazíamos todos os dias, abraços, beijos, carinhos e palavras trocadas por aqueles- que segundo eu- se gostam. Nada demais pra quem está de fora, apenas coisa normal de namorados, mas pra mim era meu mundo, e eu não queria sair dele..."
 Isso foi há 2 meses, estava escrito numa pequena página de um diário velho cor de abóbora que eu costumava escrever quando achava que aquilo deveria ficar guardado pra sempre. Mas um dia a gente acorda e percebe que há coisas e pessoas, que não deveriam ser apagadas, mas sim nunca deveriam ter passado por nossas vidas.
 "[...]Os dias foram se passando, as mensagens pararam de serem enviadas, e não havia respostas das minhas. Não havia ligações nem abraços. Era só oi e distância. Era como se eu não tivesse sido nada, como se nós não tivéssemos existido.
 Eu apenas vivia como um zumbi agora, como se ele fosse minh'alma e tivessem arrancado-a de mim, com garras que logo logo saberia de quem. Mas de que importa? Agora eu apenas vagava sem coração pelas ruas, agora eu apenas desligava meu celular, sem motivos para ligá-lo, agora eu apenas era fria pro resto do mundo e lágrimas para mim mesma.
 E apesar de tudo, apesar de saber de tudo, ele nem se quer me disse o porquê, apenas apareceu de mãos dadas com outra qualquer, apenas a abraçou e beijou, e disse as mesmas coisas que me dizia, como se fosse um roteiro pronto, como se tudo não passasse de um teatro, que quando já estava tudo perfeito, apenas teria que trocar a atriz para poder sempre ensaiar, até um dia, trocar novamente.
 Não sei se ele percebeu, mas eu não sou uma marionete, e eu tinha um coração ainda inteiro, que ele ajudou a crescer e encher de amor do jeito que estava, e foi como estourar um balão com as próprias mãos, fazendo-o nunca mais poder estar cheio novamente."
  Diários que eu guardei, não queimei. Diários que só me fazem lembrar de coisas desprezíveis como essas. Mas tudo isso é bom, serve pra crescer. Mas não era preciso ler o diário pra me lembrar, era só por a mão no peito que ainda podia sentir que meu coração não batia mais como antes, que não estava mais inteiro. Foi como desmoronar um mundo e ir caindo, de uma vez só, ser trocada, ser substituível, ser parte de um show que não é seu.
 Só prometi pra mim mesma que não iria mais acreditar, que não ia mais construir tudo aquilo de novo. Que não ia construir um céu, e por ninguém como a lua. Que não iria participar mais de teatros. Que não iria mais ser enganada... que não iria mais "amar".

sábado, 27 de outubro de 2012

Tutorial: Colorindo o cabelo em casa com Violeta.




 Não foi minha ideia fazer isso, mas minha amiga Érika pediu minha ajuda - ela não tem um pingo de juízo mesmo. Então com qualquer creme capilar branco, e uma Violeta que a gente compra na farmácia, misturamos um tantão de creme e um tantinho de violeta- metade do vidro de violeta pra 1/4 do pote de creme.
Só digo que apesar de ser prático, barato, qualquer um pode fazer, etc, não recomendo pois os danos que traz ao cabelo são muito maiores do que os benefícios, mas minha amiga pintou e ficou muito fofo gente!

Resenha: Shampoo e condicionador Sheer Blonde John Frieda e Lightening Spray e



Assim como a linha Frizz-Ease do John Frieda, os produtos dessa linha "Sheer Blonde" são super cheirosos e deixam o cabelo mais que macio. No fim de Dezembro fiz minha primeira compra dessa linha, então aproveitei e comprei o Lightening spray que contém Peróxido de Hidrogênio, e promete clarear o cabelo gradualmente- e clareia MESMO! Como eu gosto de ver a diferença mesmo, fui usando até acabar haha, quando vi meu cabelo que era um loiro escuro, já estava num loiro médio quase claro. Em fevereiro parei de usar, e deixei o cabelo na cor que tinha ficado, então em Abril começou a aparecer a raiz, foi quando compre aquela tinta da Garnier em espuma e usei, meu cabelo ficou bem mais escuro, mas senti uma enorme diferença, já que esse produto usado no cabelo inteiro, acaba manchando, já que uma parte fica mais clara do que a outra, etc. 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Tutorial unhas: Xadrez rosa fosco com rosa cremoso!



 Oi gente ! Mais um tutorial super fácil com adesivo pra vocês, seguindo os mesmos passos de antes, vamos começar passando uma base nas unhas e depois um esmalte fosco rosa mais escuro.



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Pensamento do dia : "Afinal, quem sou eu?"



Pode até achar bobo, mas sempre achei engraçado me olhar no espelho e ver que aquela ali sou eu, sabe, perco um certo tempo do meu dia refletindo sobre "quem realmente sou eu" e apesar de fazer isso quase todos os dias, eu ainda não cheguei em uma conclusão concreta sobre o meu eu, ou sobre quem eu realmente sou, se sou o que eu quero ser ou o que eu estou predestinada a ser, simplesmente se eu escolhi ser quem eu sou ou se sou quem eu sou apenas sendo. É confuso assim descobrir quem você é.
 Me perco ainda mais pensando em que estilo que gosto, se sou romântica ou crítica demais, se gosto de escrever ou de cantar, de fotografar ou desenhar. Talvez um pouco de cada um, ou pode ser até todos de um jeito só, mas isso te deixa na dúvida  quando a pergunta vem: "Do que você mais gosta?" Eu simplesmente travo, e não consigo responder, porque de uma forma ou de outra, eu gosto de tudo que eu faço ao passo que faço várias coisas. É como aquela pergunta que temos que responder desde quando somos crianças "Afinal, qual a sua cor favorita?", essa pergunta deveria ser extinta, porque é muito ruim ter uma cor preferida, porque assim que se tem uma cor favorita, você acaba por descartar as outras e deixar aquela ali no topo da sua vida, que ao invés de ser colorida, passa a ser apenas lilás, rosa, azul... E não é assim que funciona o arco-íris e muito menos a vida, já que o arco-íris vem pra mostrar que as cores juntas, são bem mais bonitas do que sozinhas, são bem mais alegres e refletem bem mais a vida. E é o arco-íris que deveria ser ensinado para crianças, e não a selecionar sua cor preferida e se apegar a ela.
 Tem gente que não se dá o trabalho de pensar em quem é, o que faz e o que deveria fazer pra melhorar, apenas age como se estivesse tudo perfeito e não quisesse mudar. Mas nem que seja uma planta de lugar, tudo pode ser mudado pra melhor, e assim tornar nossa vida mais confortável, e não um peso de uma rotina repetitiva que se torna um cansaço desnecessário pra quem apenas poderia se olhar no espelho e perguntar "afinal, quem sou eu"?

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Como usar: Shorts Knickers

 Hoje vou lançar uma nova "coluna" aqui no blog, que vai ser o "como usar" é uma coluna de moda, assim vou postar sobre como usar algumas tendências, mas diferente de alguns blogs, vou montar tipo um look, de como usar, e não uma foto pronta de alguém usando. Nesse primeiro post não é bem uma tendência, mas vou confessar que acho super lindo, sexy e polêmico haha, não se vê muito no Brasil pessoas na rua com esses shorts, porque eles são bem curtos, como se fossem calcinhas mesmo, mas pra serem usadas como shorts- é cada uma né- mas temos que confessar que é bem estiloso! Montei 3 Looks bem bacanas, e ah todas as peças eu tirei dos sites da : River Island, Top Shop e New Look.


Na Playlist : Leona Lewis - Trouble.



Ouvir essa morena é como recordar vozes antigas e bem potentes, aquelas que mechem com a gente mesmo. A música já está estourando na Inglaterra e promete muito mais. Tá curioso(a)? Então dá play aí:

domingo, 21 de outubro de 2012

Pensamento do dia : "Um convite, uma fuga, um pedido de perdão e uma volta por cima"


"E sempre quando acordo tenho vontade de voltar no tempo, umas vezes pra concertar uma burrada, outras pra pedir perdão, outras pra fazer o que eu tive vontade e ainda umas pra dizer o que ficava guardado."
  Essa era uma das frases de uma menina boba, boba assim como eu, que ela costumava dizer à todos. Ela tinha os cabelos cacheados, tinha belos olhos castanhos que combinavam com o ruivo do seu cabelo. Possuía um belo sorriso envolto de uma boca levemente avermelhada, que se destacava na pele pálida de quem não gostava muito de sair.
 Ela sempre quis ter vários amigos, ser popular, sair para baladas e voltar com o namorado. Mas invés disso, tinha três amigos inseparáveis, noites na frente do computador e uma televisão pra passar o tempo. Não se preocupava com a roupa que usava, nem como seu cabelo estava, ela estava ocupada demais pensando, prestando atenção em cada detalhe à sua volta, anotando cada passo da sua vida no seu diário super secreto, e tentando refletir sobre a vida de seus amigos.
 Um desses três amigos, se apaixonou pelo jeito distraído e curioso dela, e numa noite cheia de estrelas a chamou para sair da frente daquele computador e simplesmente sair, não com vários amigos, mas só com ele, a chamou para que eles pudessem apreciar a lua enquanto ele tocava "She's the one" pra ela. Mal ela sabia, que poderia voltar daquela noite com um namorado.
 Ela achou estranho o convite, ninguém - absolutamente ninguém- antes havia lhe chamado pra ir a lugar algum à noite, e simplesmente de calça jeans, com uma camiseta lilás ela sorriu para ele, e disse sim.
 Eles foram numa bicicleta amarela, com uma cesta na frente - onde estavam escondidas algumas flores- para onde nossa pequena menina nunca havia ido, ele a levou para a montanha mais alta da cidade, a pegou no colo, e a colocou no chão como uma pena.
 Deitados e de olhares fixos nas estrelas, eles não viam mais ao seu redor, era como se estivessem hipnotizados um pelo o outro. Foi quando ele se ajoelhou, roubou uma linda flor da cesta e simplesmente se declarou ali à luz da lua, para a menina que tinha seu mundinho fechado, que era só ela naquele mundo que havia criado para não se entristecer com o resto do mundo. Ele disse tudo o que seu coração podia sentir, e o que não conseguia falar, escorria pelos olhos verdes. Ela simplesmente se levantou, apavorada com tanta emoção, e correu, correu o quanto não conseguia enquanto chorava por não conseguir dizer o que mais queria : "eu sinto o mesmo" . Ela também o amava, mas era egoísta demais pra admitir, era presa de mais pra viver algo tão livre.
 No dia seguinte, ela foi morar com a mãe, em outra cidade.
 E assim passaram anos, a menina cresceu, ainda presa, ainda acorrentada no seu próprio mundo, mas foi num dia comum , num dia sem surpresas desses de trabalho que ela reencontrou o garoto que havia se declarado pra ela. Naquele momento, várias coisas vieram à mente, noites em claro por não ter dito tudo o que ela queria, dias após dias esperando o momento pra se desculpar por ter fugido dos seus próprios sentimentos naquele dia.
 Então sem pensar duas vezes, ela simplesmente foi até ele, com um sorriso no rosto e uma lágrima no olho. Ele a olhou na alma, como se chorasse lá dentro. Ela, sem se preocupar com cumprimentos, foi logo despejando tudo aquilo que estava guardado fazia anos, ela finalmente podia se desprender daquele cadeado que a prendia desde criança. Quase caindo com o peso das palavras, ele a segurou nos ombros e abraçou, dizendo que sabia que ela sentia o mesmo, mas que o tempo passou, e ele não sentia mais o que sentia antes... Apenas disse tchau, e se foi.
 Boquiaberta, se apoiou na parede de uma loja qualquer, e se deparou com tudo o que houve. Tentando proteger seu próprio coração, nossa menina acabou por quebrar o do rapaz, que não conseguira perdoá-la por isso. Desnorteada voltou para casa, se deitou, fechou os olhos e dormiu, e quando acordou cuspiu umas palavras pra si mesma:
 "E sempre quando acordar vou dizer o que pensar, sem fugir. Não vou mais correr, não vou mais esconder minhas palavras, vou gritá-las, porque o tempo não vai voltar e nem dar outra oportunidade pra concertar meus erros. "
 E com o cabelo arrumado, um vestido bem-passado e um sapato alto, ela saiu com vários amigos em uma noite de festa, e voltou para casa de mãos dadas com alguém que acabara de receber a chave do seu coração semi-aberto.

Resenha: Esfoliante St.Ives e Máscara desintoxicante de minerais do mar morto(Superdrug)

 Mês passado, minha irmã veio da Inglaterra pra dar um passeio aqui no Brasil, matar as saudades e tudo o mais, então trouxe um monte de produtinhos pra mim. Esse esfoliante da St.Ives, eu recebi quando estava na Inglaterra ainda, tipo "amostra grátis" que enviaram pra mim- amei! - e simplesmente viciei no produtinho, porque ele é muito natural sabe, e tem um cheirinho de pêssego maravilhoso, a textura é como se fosse uma areia com creme mesmo, mas a pele fica muito lisa. 

sábado, 20 de outubro de 2012

Na playlist: Taylor Swift(Ft. Ed Sheeran) - Everything Has Changed

 Lembram que comentei nesse post que Ed Sheeran e Taylor Swift estavam planejando gravar algo juntos quando postaram no youtube os dois cantando juntinhos ? - juro que quase tive um surto com o vídeo. Agora, no cd Red da diva, que vai ser lançado no dia 22 de Outubro ( nessa segunda-feira, coincidentemente no dia do meu aniversário hehe), terá uma participação do ruivo mais fofo dos últimos tempos. Bora conferir?

Pensamento do dia: O consolo da consciência



Ela não me ouvia, mas eu não desisti, não entreguei os pontos para ela se perder na imensidão de pensamentos que a perturbava, eu não ia deixá-la desperdiçar a própria vida com certas atitudes erradas. Lágrimas encharcavam seus olhos e escorriam pela sua face, enquanto ela lutava contra mim, em alguma parte ainda feliz do seu coração, consegui forças para gritar: “Sinta que o frio não pertence a esse mundo, sinta que a tristeza não faz parte daqui. Seja a sua felicidade enquanto houver Sol, seja somente você nessa imensa luz que te rodeia. Não percebe que o mundo sorri quando você chega? Não vê que toda a cor vem junto quando você se aproxima? Se as pessoas estão no mesmo lugar que você, é porque você tem essa alegria que a todos contagia, essa beleza que basta um olhar para vê-la. Não desanime, não deixe tudo o que conquistou para trás, as pessoas sentirão sua falta, acredite que sim. Seja feliz enquanto houver Sol, para que no dia em que não mais o veja, ainda esteja sorrindo por todos os sorrisos que você fez nascer.”
Havia algo que a impedia de me ouvir, ela se debatia, gritava, se cortava por não conseguir ser igual aqueles que se diziam melhores, ela tentava ser como suas “amigas”. Elas que a menosprezava por não ser igual a elas, elas que fingiam amizade para tê-la em seus pés, elas foram quem fizeram-na sentir como um nada agora. E eu tinha a esperança de que uma vez , só uma vez, ela iria tirar aquelas mãos dos olhos, aquelas que impediam-na de enxergar o caminho por si só, e pô-las nos ouvidos para então, finalmente, poder ouvir apenas a minha voz, a voz da esperança, a voz que também era dela, mas ela estava surda por não acreditar.
Ela já teve muitos sonhos antes de passar a ouvir o que dizem e acreditar menos em si mesma. Sei disso porque a conheço melhor do quê si própria, e novamente gritei em meio a sua mente de pesadelos: “Vai deixar que roubem até os seus sonhos? Ou vai torná-los reais antes que alguém possa sussurrar: é impossível !?”
Dessa vez ela permaneceu em silêncio, as lágrimas se secaram, os cortes ainda sangravam. Seus olhos apenas fitaram as nuvens no céu por um tempo, ela parecia não sentir mais dor e sim raiva da própria vida, com a fraqueza do ódio, ela retirou a faca do pulso cheio de sangue e direcionou-a ao seu peito, antes que ela realizasse o ato, consegui fazer com que me ouvisse: “Jesus sempre soube que iria morrer, e mesmo assim esperou até o final, com todo o seu sofrimento. Nós, meros humanos, também sabemos que vamos morrer, e nosso sofrimento, por maior que seja, não deve ser maior do que a nossa vontade de viver.” Ela fincou a faca no chão, ajoelhada, com dor de alma, gritava em pedido de silêncio. Ela chorava, por não conseguir sorrir. Ela estava acordada, por não poder mais sonhar... E eu ali, em meio a tanta perturbação, sendo a última esperança de uma adolescente em crise. Tão jovem, tão especial, tão iludida pelos próprios com quem convivia. Sempre era elogiada numa vida quase perfeita , mas é quando as rosas estão lindas de mais, o bastante para exalar perfumes , é que então aparecem os espinhos...
Com a manga comprida da blusa xadrez, ela enxugou as lágrimas, se apoiou na própria coragem e se levantou daquele chão frio de quintal, correu para dentro da casa, soltou o frouxo rabo de cavalo e retirou seus óculos arranhados. Com perfume ela limpou suas próprias feridas. A partir daquele dia, ela estava decidida a nunca mais acreditar em qualquer um que se diga amigo, a quaisquer elogios. Ela estava decidida a ganhar pedras da sua consciência, do que receber flores envenenadas de amigos que nunca lhe servirão sequer um ombro, para que ela possa derramar a cascata que jorra de seus olhos.
Nunca mais pesei em sua mente, ela agora, sabia o que fazer. Tirou as mãos dos olhos, mas não tapou os ouvidos, com o seu dedo indicador apontou para o mundo, ela sempre esteve pronta pra seguir sozinha, mas só poderia voar quando se soltasse das correntes que a impediam de sonhar.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Tutorial unhas: Degradê com um esmalte só.


Oi gente! Bem , hoje resolvi fazer um degradê com um esmalte só, só que dá muitooo trabalho a ideia além de que necessita de prática também né- assim como todos os outros que eu fiz aqui -.- - mas vamos lá, são passos simples. Acho que haverá um aprefeiçoamento em breve quando eu tentar mais vezes, aguardem.


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Pensamento do dia: Um romance de costume .



 Costumes todos têm, costume de cruzar os dedos pra dar sorte, costume de dormir depois do almoço, costume de rir depois de uma piada. E mesmo que tentemos mudar esses costumes, eles sempre nos perseguem, não deixando que esquecemo-nos deles. Acho até engraçado, eu tenho o costume de quebrar a cara e ir escrever sobre o que dizem "amor", porque querendo ou não é uma incógnita, e ninguém sente igual, cada um tem seu jeito de amar, assim como cada um tem seu costume. E às vezes- sejamos sinceros, na maioria das vezes- a gente sempre dá aquela escorregada e se apaixona pelo cara que não tem nada a ver, e que "ama" de um jeito todo errado do seu. Não é por querer, mas machuca quando as coisas não "batem", afinal, "os opostos se atraem" é bonito só no papel.
 Há algumas semanas me apaixonei conversando, me apaixonei por alguém que nem conhecia, mas que não sei se foi o sotaque ou o jeito de sorrir, mas aquele cabelo meio bagunçado fez meu coração bater mais forte do que deveria. No início, foi meio incômodo, mas depois, me acostumei com o ritmo acelerado e as borboletas no estômago, acho que elas ficaram ali por tempo demais por sinal. Foi só uma conversa, mas o suficiente pra uma garota ingênua se perder em palavras, e só ter tempo de perguntar o nome, o nome completo pelo menos. Só adianto que nunca mais o vi e assim que nos despedimos, corri no celular e o procurei no facebook, finalmente encontrei, enviei o convite e permaneci na espera da notificação de que ele teria aceitado, por favor, a gente precisava conversar de novo.
 Fui pra casa, a tarde acabou, e quando o sol já estava se pondo, consegui dar um "oi virtual" pra quem havia esperado o dia inteiro. Foi impressionante, como até via internet ele conseguia me fazer rir, ele conseguia manter todo aquele charme com as palavras, e até demonstrar um pouco do sotaque engraçado.
 E assim foram se passando dias, a gente não marcava de se encontrar, eu estava esperando me apaixonar mais, estava esperando ter a certeza de que "era ele" pra poder me declarar, mas queria fazer isso pessoalmente, não sei bem, mas ele parecia gostar de mim e eu estava adiando o tanto quanto podia, porque pra mim era difícil abrir meu coração daquele jeito.
 Minha vida estava, como posso dizer, completamente perfeita, só faltava eu dar mais um passo e bum ! estaria namorando com quem meu coração havia escolhido, eu já tinha me acostumado com as borboletas e tinha até aprendido à controlá-las, até que hoje, quando fomos conversar, eu disse meu oi , como sempre, mas então, do outro lado responderam algo assim " oi , aqui é a namorada dele". Eu não sabia se era verdade ou se era mentira, só sentia aquelas borboletas congelando e se tornando um frio tremendo no coração, e um fervor terrível na cabeça, não sabia se me matava ou mandava um vírus pra ele, porque a gente nunca mais ia se ver, eu nem sabia onde ele morava, nem sabia quem ele era e não sei onde estava com a cabeça pra me apaixonar desse jeito por alguém "sem endereço". Apenas o exclui, nem quis saber se era verdade ou não, porque eu nunca ia saber a verdade realmente, mesmo que falasse que era mentira, não tinha como saber, eu não o conheço, e nunca vou conhecer.
 Já com o coração quebrado, e com as lágrimas caindo sem parar, pude ir mais uma vez, como de costume, escrever sobre sobre as armadilhas e sobre a tristeza que vem depois quando a gente acorda de um sonho que costumamos chamar de "amor".

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Viagem: Addlestone

 Nessa pequena cidade, fiquei por certo tempo, confesso que não tem muitos jovens lá, a maior parte é composta por pessoas já de idade, mas é uma cidade muito bonita e bem cuidada- assim como todas as outras por sinal,- e coisa que eu reparei é que ali é todo mundo muito a vontade, usam o que querem sem se importarem com ninguém, vão de pijamas pro supermercado, saem só de meia-calça, ou seja, não estão nem aí pra o que vão pensar, e sinceramente, não que eu ache que devem sair por aí sem saia nem shorts, mas só de meia-calça fina, mas acho que cada um deveria vestir o que quer, e o que se sente bem, sem se importar com os outros olhos.


 Na cidade, tem um parque que eu costumava ir com minha irmã e minha sobrinha pra ela brincar, já que tem parquinho, o parque é muito lindo e bem conservado, além de ter dois campos de futebol, duas quadras de tenis, um parquinho, e um espaço muito bacana pra brincar com o cachorro, ler, etc... 
 Sei que demorei demais pra fazer os posts sobre a viagem, mas agora to tentando terminar do jeito que posso hehe..
 Começar, minha sobrinha linda Antonella tentando brincar com as flores- detalhe que ainda estávamos no inverno...


 Meu  "look do dia" pro parque, até que nesse dia não estava tão frio, as meninas estavam até indo pro parque, deitando na grama e tal, sabe aquelas fotos que a gente vê no we heart it que inspira pra um dia melhor, foi o sol naquele dia, mas ignorem minha cara mega esquisita de "oi?" haha.


Pequeno detalhe das minhas unhas, acho que tirei essa foto porque tava in love com meu esmalte, já que fazia um tempinho que não tirava um tempo pra fazer as unhas, já que pagar pra fazer lá , nem pensar , quase 120 reais- to fora ! 

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Fotografia.

  Primeiro post de fotografia no blog, na verdade já teve um muito,mas muito tosco, quando o blog ainda era todo cafona - oi 2010 - mas quem não ama fotografia? Quem não ama tirar fotos né? Tem gente que não gosta de sair nas fotos, mas tem gente que detesta sair nas fotos e tira a foto sempre só pra não ter que sair, todo mundo tem esse amigo , fala sério. Mas eu particularmente adoro fotografia, desde quando ganhei um celular nokia que tinha camera Ótima, muito melhor do que o outro ( eu tinha comprado um outro muito comum, aquele branco com vermelho da nokia 5200, só que o meu era branco com rosa, mas, com uns 5 meses de uso deu um problema em algumas teclas, que não funcionava nem com macumba, então mandei de volta pra fábrica e depois de algum tempo, me mandaram um beeeem melhor- compensou a demora hehe) Mas aí passou um tempinho e ganhei minha primeira máquina ( aaaaaaw , por sinal é a mesma que deu pau em Londres e me deixou na mão, mas antes disso ela era considerada boa e até tinha flash .-.) também rosa, da Sony. Nesse mês, pedi de aniversário a camera da Nikon, CoolPix L8010... o que só aumenta meu desejo por fotografia, o preço saiu um pouco mais caro, já que comprei na loja, mas enfim, to amando ela, e vim mostrar algumas fotos que tirei com ela, nada profissional, ainda tenho que aprender muita coisa, ter muita inspiração e outros, mas até que ficaram fofinhas, postei elas no facebook pra poder postar no we hart it, já que não to muito afim de mexer com o flickr não viu, e depois foram algumas pro tumblr - hehe, tem fotos de sapato, de um pingente meu, ah , de outras coisinhas, bora ver?

Loja mais que fofa : Bombay Duck

Oi gente, primeiramente queria pedir mil desculpas por demorar tanto tempo a fazer um post, mas só que por motivos de saúde e estudos, não tive muito tempo, mas finalmente estou aqui, e esses dias, tava matando as saudades da Inglaterra e dei uma olhada numa revista que comprei lá, e acabei achando essa loja, que por sinal é super hiper mega fofa, pensa numa loja vintage misturada com tudo que você sempre sonhou? É bem isso e mais um pouco... Apesar dos preços serem bem salgados ( taca sal nisso) , ainda dá pra ficar babando na vitrine da loja não é não? Separei algumas fotos pra vocês verem, mas se quiserem conferir na integra é só dar uma olhada no site da BombayDuck







sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Não esqueça a criança que há em você.

Os anos passam, mas a gente sempre se lembra de quando era criança, de como era bom correr, de brincar de faz de conta, de boneca ou de carrinho, de pique-pega, pique-esconde e tudo o mais. Sempre se lembra de acordar cedinho só pra assistir aquele desenho preferido, levar a coberta pro sofá e ficar ali deitado esperando todo mundo levantar pra tomar café-da-manhã juntos. Se lembra de quando dormia assistindo tv e acordava na cama, de como era bom fazer toda aquela bagunça com brinquedos e ter sempre alguém pra arrumar, de ter sempre um colo quando a preguiça bater e sempre um carinho quando quiser. Ser criança é confiar em todo mundo, não guardar rancor, inveja e nem ódio, é ter vários amigos ao mesmo tempo, é brigar só de brincadeira e fazer as pazes sempre. É cantar sem saber a letra, e ainda encantar a todos com a melodia, é falar qualquer frase e fazer todos rirem. E é essa alegria de criança e encanto que devemos preservar dentro de nós, não deixar que morra a criança que há dentro de cada um, porque dia da criança é todo o dia, e todo o dia é dia de relembrar e saber que em cada um, não importa se é adolescente, se é adulto ou idoso, em cada um de nós, ainda há um pouco daquela criança que brigava só de brincadeira e encantava à todos.

12 de Outubro, Dia das Crianças. 

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Viagem : Um pouco de Londres.

 Vou começar com sinceras desculpas pela qualidade da foto- minha câmera como eu disse no outro post sobre Windsor, infelizmente deu pra dar pau bem na hora que mais precisava dela, então as fotos - umas a noite pra variar- não ficaram muito boas -.-
 Falar sobre Londres é assim inexplicável, porque é simplesmente p-e-r-f-e-i-t-a! Sabe se sentir num sonho, dentro de um filme e vivendo seus melhores momentos? Pois é, a cidade é incrível, ela te faz sentir tudo de bom que você quiser.
 Antes de ir, li em alguns blogues falando que tinha que tomar cuidado com ondas de terrorismo, segurar bem as bolsas dentro de metrôs e trens, mas - felizmente- não aconteceu nada do tipo comigo, pelo contrário, achei todo mundo super educado o tempo todo, além de que não sei pra que roubarem, se a cada esquina tem um cara com um ipad e 3 iphones no bolso (exagero falou mais alto!) , mas é sério, nos metrôs todo mundo se conectando na internet, ninguém nem aí pro outro, não vi nenhum sinal da cidade ser perigosa, além das pessoas serem super acolhedoras.
 Em um dos passeios em Londres - pleno Dezembro, pense numa cidade cheia de gente de todo o mundo!- encontramos vários brasileiros, mas dessa vez, em um dos McDonalds, e finalmente falaram conosco. Na minha opinião, somos da mesma nação poxa, quando ouvir alguém falando a mesma língua, acho um pouco de educação dizer um "oi" pelo ou menos, mas a maioria só vira a cara.
 Vou mostrar algumas fotos da  Trafalgar Square, onde tem uma fonte MARAVILHOSA, uns leões, bastante homenagens, onde estava a contagem regressiva das Olimpíadas de 2012 e a National Gallery ! Além de pessoas fazendo mimica, vestidos de personagens - tinha um cara vestido de Shreck e outro vestido de Charlin Chaplin ( que ficava piscando pra todo mundo que passava inclusive! ) Além de um pessoal fazendo manifestações com cartazes -.-


Cuide da sua saúde mental.




Política Nacional de Saúde Mental

A Política Nacional de Saúde Mental, apoiada na lei 10.216/02,busca consolidar um modelo de atenção à saúde mental aberto e de base comunitária. Isto é, que garante a livre circulação das pessoas com transtornos mentais pelos serviços, comunidade e cidade, e oferece cuidados com base nos recursos que a comunidade oferece. Este modelo conta com uma rede de serviços e equipamentos variados tais como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), os Centros de Convivência e Cultura e os leitos de atenção integral (em Hospitais Gerais, nos CAPS III). O Programa de Volta para Casa que oferece bolsas para egressos de longas internações em hospitais psiquiátricos, também faz parte desta Política.


Cuidando de Sua Saúde Mental

Saúde mental significa ter pensamentos e sentimentos positivos sobre você mesmo. É tradicional o provérbio de que "o bom humor afasta as doenças", ou "aquele que ri, vive mais". Isto significa que a mente tem uma relação direta ou indireta com o corpo. Assim, à medida que "alimentamos" bem nossa saúde mental (com emoções positivas, poucos aborrecimentos, bons pensamentos, etc.), melhor será a nossa saúde física.

Pequena reflexão

Mais do que cuidar do corpo, devemos cuidar da nossa mente, já que o corpo é dependente da mente, e uma mente saudável, sequencialmente, gera um corpo saudável. Ouvir uma boa música, dançar, ter uma conversa agradável, evitar aborrecimentos e confusões, rir bastante, ler um bom livro e ver um filme, estão entre alguns hábitos para manter uma mente feliz. Não se deve sobrecarregar a mente, deve mantê-la sem stress, para evitar possíveis transtornos posteriormente. Cuidar do corpo também ajuda à mente trabalhar melhor, já que um corpo saudável também gera uma mente saudável. 
 Cuidar do cérebro e saber usá-lo é essencial, pois, é o que você diz e pensa, que concretiza quem você é. Cuide-se. 

10 de Outubro, dia Mundial da Saúde Mental 

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Resenha: Solutions Completely Clean a.m -Avon.



 Eu estava precisando de um gel de limpeza, mas não queria um muito caro, e vi esse por um preço muito camarada pra comprar, já que era barato, se não fosse bom, depois era fácil descartar, o contrário de quando desembolsamos muito num produto pra depois saber que ele não vale nada! Mas me surpreendi com esse gel, realmente muito bom e limpa profundamente, sério, minha pele tá super limpa, super recomendo, além do preço ser super em conta, o produto também rende que é uma beleza! Só tomar cuidado na hora de aplicar na mão, porque ele forma como se fosse uma bolinha de silicone, de primeira, então costuma acontecer de rolar pra pia- já aconteceu! Super recomendo o gel de limpeza Completely Clean a.m -Avon, tem também o pra noite, mas preferi comprar o só pra manhã. 


Livro : A tapeçaria- Academia de Rowan




 Primeiro livro da saga, Academia de Rowan, escrita por Henry H. Neff, é uma história no estilo de Harry Potter, e Percy Jackson- falarei de Percy em outro post. No qual, Max McDaniels descobre uma tapeçaria no Instituto de Arte, e ao examiná-la ela começa a brilhar, logo depois, ele recebe um convite para frequentar uma escola misteriosa, chamada Academia de Rowan, onde os jovens são treinados para lutar contra um inimigo sem nome- muito parecido com o acampamento meio-sangue?! Max faz alguns amigos e outros inimigos, o livro conta o dia-a-dia na escola, a convivência com os alunos e seres místicos. O livro é muito interessante e Henry faz com que o leitor se envolva bastante com a história, além da narração e tudo o mais ser muito detalhada- me lembrando a narração da saga crepúsculo, e distanciando um pouco de Percy Jackson. Li esse livro já faz muito muito tempo, presumo que li em janeiro de 2010. Se tiverem alguma dúvida sobre o livro, só perguntarem, que responderei, ou se quiserem uma resenha mais completa também é só pedirem.
 Mapa da Academia de Rowan:


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Direito a vida!


 Dia-a-dia, abortos, suicídios, assassinatos, crimes, acidentes, e tudo o que podemos chamar de tragédia. Não foi ontem que começamos a ouvir falar sobre o aborto, que é cada vez mais "comum" em nossa realidade, e que inúmeras crianças, morrem, sem ao menos terem nascido. Já pensou se tirassem sua vida? Dói, dói só de pensar. Mas imagina tirar a vida de alguém que ainda nem viu o mundo, mas está apenas ali esperando pra ver o rosto da própria mãe, pra dar o primeiro choro, pra abrir os olhos e estar no colo de quem o ama, e apenas ser amado. Mas então, de repente, essa imaginação de um mundo perfeito aqui fora, de um mundo feliz, com a ''mamãe'', de poder sorrir e chorar, de poder um dia correr, é simplesmente enterrada com uma maquina ridícula, que simplesmente tira a vida de bebês, de pequenos bebês, que interrompe o bater de seus corações e não deixa mais com que vivam, com que respirem, com que nasçam e vejam como é o mundo aqui fora, com que sintam como são as pessoas e o calor humano. Todos temos direito à vida, pense nisso antes de tirar a vida de alguém, pois se for pra tirá-la, que não a faça. 
  8 de Outubro, Dia do direito a vida.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Pensamento do dia " Tempo em questão"



 Engraçado como é falar do Tempo, como é perdê-lo e como é reservá-lo sem poder guardá-lo, nem voltar de onde paramos, e muito menos controlá-lo. É inevitável percebê-lo depois de algum tempo, já que o próprio Tempo não se deixa ser pego, mas sim nos "pega" e deixa sua marca, com risos e conhecimentos. Rugas e cabelos brancos demonstram o quanto já conviveram com o amigo Tempo, por muito tempo. E quando esse tempo chega, o próprio passa a te dar mais tempo para aproveitar essa amizade que é o que distancia o nascimento da morte e que nos faz aproveitar cada instante e pensar antes de fazer. Porque o Tempo não para, não descansa e nem tira férias, apenas cuida para que tudo tenha sua hora certa, com conjunto e perfeito compasso do destino. 


quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Pensamento do dia.



O importante não é se seu sorriso é perfeito, e sim quantas pessoas você faz sorrir; Não importa se você usa óculos, nem a cor dos teus olhos, o importante é o brilho que eles têm. O seu tamanho, também não é importante , mas o tamanho do seu coração, é o mais importante de todos. 
 Pense nisso. 
 Mais frases e textos : Meu tumblr! 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Tutorial unhas felpudas (ou pelúcia) Verde & Azul + Listras e filha única!

 Bem gente, infelizmente não sou uma pessoa que tem muita habilidade com as mãos para fazer "arte" nas unhas, então, isso é o que dá pra fazer ,não tendo experiência nem muita prática, resolvi fazer listras no meio, por 2 motivos, além de variar, também ver se durava mais, já que na "ponta" da unha, sempre descasca o esmalte mais fácil, e quando fazemos algo a mais nas unhas sempre dá aquele medo de estragar rápido, etc, então pra não perder o charme das unhas felpudas resolvi deixar a filha única inteira de pelúcia. 
Pra fazer, vamos precisar de : 
 1 afastador - ou algum palito.
 Acetona.
 Algodão
 Esmalte "sapo encantado" avon 
 1 vidro de pó flocado azul 
 1 base de sua preferencia ( na foto está uma cola pra unhas postiças( de novo a intenção de "durar mais", mas então achei  mais conveniente usar a base mesmo)


 Passo 1 : 

Após ter tirado cutícula e lixado, passe duas camadas do esmalte sapo encantado.( Observação que minha unha não está muito perfeita, então faça o que puder)


 Passo 2 : 

Despeje um pouco (o suficiente para passar uma unha) de pó flocado num recipiente -de preferencia algo menor, eu usei uma tampa de uma caixa, que não foi muito bom já que o pó se espalha facilmente, tem gente que prefere jogar por cima, eu preferi fazer um montinho e passar a unha .


Passo 3:

Passar a base, fazendo a listra, nessa hora é bom ter bastante cuidado pra não "borrar" a base, e passar a mais ou menos, é legal deixar a listra bonitinha, e é nessa hora que é definida a linha, já que onde que está a base é onde vai "grudar" o pó flocado. Após passar a base, é só mergulhar a unha no montinho, passando bem a parte onde está a base. Então usar o afastador, para limpar em volta e evitar que o pó grude em lugares que não deveria- só se a base tiver pecado fora da unha também .


  OBS: Às vezes fica meio "faltando" em algum lugar, então CUIDADOSAMENTE, passe a base, APENAS onde está faltando, caso contrário a camada de pelúcia fica muito grossa e exagerada, mas é bom que fique unforme, então é só aplicar mais um pouco de base e em seguida passar novamente no montinho.


Então é só repetir os passos nas outras unhas, sempre fazendo um novo montinho pra cada unha. 



Passo 4 ( A filha única) :
 Para a filha única, a diferença é que em vez da listra, vamos passar a base em toda a unha, e depois passar no montinho, agora basta o cuidado de pegar um pouco de pó e por nos cantinhos se estes não forem alcançados no passo anterior.


E está pronta nossa unha de pelúcia, depois é só passar uma água e se por ventura tiver "grudado" onde não deveria , é hora se pegar o afastador+algodão+acetona e usá-los! ( Nas fotos eu ainda não tinha lavado, então não sairam os pózinhos do meu dedo)
 Só mais uma obs, se quiser a unha para uma ocasião especial , faça-a no dia, pois não costuma durar muito, mesmo com todo o cuidado.