domingo, 22 de outubro de 2017

Carta ao leitor.


Se eu soubesse contar histórias, escreveria um livro, eu descarrego palavras, busco conforto no desabafo silencioso de escrever e ter a ideia de que aquilo nunca possa ser lido. Eu escrevo porque sou egoísta, quero que sinta a mesma dor que me persegue, que me aproxima de mim mesma e me faz a pergunta de quem sou eu, sem que eu saiba responder. Eu descarrego palavras, na intenção de enterrá-las, me perdoe por incomodar, por usar da primeira pessoa sem ter intimidade, sem ser um autor famoso, perdoe se te chamo de leitor, perdoe ainda se te fiz chorar em algum texto oriundo, que só faz por cuspir os sentimentos de uma menina, me perdoe por compartilha-los com você. 
 Me perdoe ainda por não escrever sobre mim, e nem sobre os outros, me perdoe por escrever sobre o nada, é apenas que o nada é tão interessante quanto o frio, apesar de ser nada, ainda assim é algo, é uma desculpa, uma maquiagem, o nada não é bem entendido, se esconde atrás dessa palavra com significado errôneo, e só lhe digo uma coisa, há vezes em nossa existência em que o nada é o único aconchego, o único abraço , o único adeus abafado. 

 E quando nos formos, o que mais será de nós? Que espaço ocuparemos no silêncio? Ainda seremos hábeis para pigarrear lamentos e chorar por mais um amor que se foi? Talvez tudo que haja é o próprio Nada, segurando a nossa mão e dizendo que tudo o que almejávamos só seria satisfeito quando entendêssemos o real sentido do nada, ser completo consigo mesmo, nada mais.
 É só que quando um livro acaba, as personagens morrem junto com ele.
 "A escrita não ressuscita, ela enterra" ( John Green ) 

Conta pra gente nos comentários o que achou do TEXTO! E não esquece de dar like na página (botão ao lado) pra não perder os próximos posts do blog! 

4 comentários:

Nequéren Reis disse...

ATENÇÃO SORTEIO DIA 15/08
Olá, Deus te abençoe, amiga texto muito bom e o seu blog é lindo sucesso, já estou te seguindo. Aguardando retribuição. ESTOU CONVIDANDO VOCÊ PARA UM CONCURSO NO MEU BLOG, EU E LOJA TPM OFERTAS, MINHA PARCEIRA, SORTEIO DE UM ÓCULOS RAY BAN
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Fan Page: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?fref=ts

Anônimo disse...

Por favor, continue descarregando essas palavras em nós. ������

Anônimo disse...

Nos sistemas com bases computacionais, os erros de programaçao ou caem em um loop infinito ou simplesmente no nada, eu acho... bem, mesmo q nao seja, é plausível fazer essa reflexão, veja bem, partindo do pressuposto que você é criação de Deus, logo o seu "sistema" é perfeito, então seus pensamentos nunca serão vazios, podem ser confusos, podem estar em busca de algo que você nem sabe. Geralmente essa confusão de pensamentos pode estar relacionada com o seu criador, seu interior buscando estar próximo do criador, a sede que sua alma tem de ouvir e sentir a voz do criador. Pense, Deus não te formou apenas para uma vida de 80 ou 90 anos, há muito mais do que isso pra você.

"A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; Quando entrarei e verei a face de Deus?"
Salmos 42: 2

Rafaela Gracelli disse...

Obrigada pelas palavras! Vale relembrar que nos textos eu não falo sobre minha vida pessoal ou sobre mim realmente. É como se fosse pseudônimos em que espero que alguém possa encontrar similaridade e algum tipo de apoio.
Espero que seu comentário tenha sido útil para alguém que se identificou com o texto e precisava de palavras de conforto, como as suas!
Beijinhos.